CARREGANDO
Boa Madrugada | domingo, 21 de abril de 2024

Construindo um projeto especial para transformar as Missões

Publicado em 28/12/2023
Por Izabel Cristina Ribas de Freitas

Desde 2019 os missioneiros, liderados pela AMM e voluntários do Grande Projeto Missões, estão trabalhando para a construção de um projeto que seja capaz de transformar a realidade do turismo relacionado ao tema Missões Jesuítico Guarani e cada vez, etapa por etapa, se aproxima o momento que essa conquista seja uma realidade.

            Todos estão acostumados a ouvir que as Missões possuem um potencial muito grande para se tornar um destino turístico relevante, mas essa cantilena se repete há dezenas de anos sem que o cenário da promessa, do potencial, da expectativa se realize.

            Em 2019 foi protocolado na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei pelo deputado Macedo para a criação do Pro-Missões, que seria uma espécie de Lei de Incentivo à Cultura mas específica para a temática Missioneira. Essa Lei depois de um trâmite longo na Assembleia foi aprovada pelos deputados com ampla maioria, contudo a mesma foi vetada em 2022 pelo Governador. Porém, após uma ampla mobilização da região o veto do Governador foi derrubado com uma votação histórica, sendo o único veto derrubado em toda a legislatura, demonstrando de forma explicita que era vontade da sociedade gaúcha, representada pelos deputados, que a temática missioneira tivesse um tratamento diferenciado.

            Passado a fase da lei aprovada é necessário a sua regulamentação para que a mesma se torne efetiva e possa ser o instrumento de prover os recursos financeiros necessários para estabelecer a temática missões jesuítico guarani como um diferencial e se permita recuperar esse legado da história do nosso Estado, pois foi nas Missões que tudo começou.

            Nesse sentido, iniciou-se as conversações com o Governo do Estado com apoio do Deputado Eduardo Loureiro e das lideranças da AMM para que torna-se viável a inserção de uma atenção especial à temática missioneira nos programas estruturados já existentes do Governo do Estado, conhecidos como Avançar, e que essas ações definidas, sob a forma de projetos concretos, culminasse em 2026 com as comemorações festivas dos 400 anos da fundação das missões no atual território do Rio Grande do Sul, deixando um legado perene que altere o quadro de “eterno potencial” para as missões como um destino turístico relevante.

            Assim, o conjunto de iniciativas sobre a forma de projetos começaram a serem negociadas com as diversas Secretarias do Governo do Estado que estavam relacionadas com o tema, sempre focado no objetivo de alterar o cenário atual e consolidar a temática missioneira como parte das ações do Governo do Estado, principalmente considerando os 400 anos a serem comemorados.

            A construção deste conjunto de projetos transversais à várias Secretarias e Regiões do Estado está sendo denominada de Avançar Missões, contudo é importante lembrar que se trata de um projeto temático e não regional.

            O chamado Avançar Missões, obviamente é um nome não oficial ainda, representa um conjunto de aproximadamente 25 projetos envolvendo a Secretaria de Educação, Secretaria de Cultura, Secretaria de Turismo, Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

            O conjunto de projetos possui os seguintes pilares que sustentam o objetivo de desenvolvimento do turismo temático no Estado e a preservação do patrimônio histórico missioneiro que está presente em aproximadamente 90% do território do Rio Grande do Sul, são eles:

a)     Educação – foco em ampliar a forma que é ensino o tema Missões Jesuítico Guarani nas escolas, qualificando os professores, os materiais didáticos e motivando o interesse dos alunos pelo tema;

b)    Atrações turísticas – orientado a criação de uma quantidade mínima de atrações que permitam os turistas estarem envolvidos no mínimo três dias com a temática missioneira, movimentando assim todo a cadeia turística.

c)     Assistência aos Guaranis – apoio às populações guarani que vivem em torno dos sítios arqueológicos inserindo-os no processo turístico que está sendo construído;

d)    Governança dos projetos e empreendedorismo – suporte ao poder publico municipal para modernização da gestão dos projetos e capacitar os jovens empreendedores locais para estar inseridos no trade turístico que estará nascendo;

e)     Comemoração dos 400 anos da chegada dos Jesuítas no atual território do Rio Grande do Sul – organização dos festejos e comemorações para canalizar as atenções da população e da mídia sobre o tema missioneiro.

 

Considerando o atual estágio das negociações e após diversas reuniões com os respectivos Secretários e com o vice-Governador, Gabriel Souza, que cuida dos projetos especiais do Governo do Estado estamos confiantes que um novo momento para as Missões está a caminho e que o Avançar Missões será o caminho para a mudança desse cenário de “eterno potencial” para tornar realidade, e que essa nova realidade seja o divisor de águas para recuperar essa lindíssima história que forjou o gaúcho, que tanto nos orgulhamos.

A estimativa é que sejam investidos entre 50 a 60 milhões de reais em aproximadamente 25 projetos já apresentados aos Secretários e ao Vice-Governador e que todos esses projetos estejam implementados até 2026 para as comemorações dos 400 anos.

 

 

 

IR AO TOPO ▲ ◄ VOLTAR UMA PÁGINA
VER MAIS