MINISTROS DO TURISMO DO BRASIL E DA ARGENTINA PRETENDEM MELHORAR FREQUÊNCIA DE VOOS E ACESSO ÀS FRONTEIRAS
07 de Outubro de 2019
MINISTROS DO TURISMO DO BRASIL E DA ARGENTINA PRETENDEM MELHORAR FREQUÊNCIA DE VOOS E ACESSO ÀS FRONTEIRAS
Ministros do Turismo do Brasil e Argentna

 Vistos chineses no âmbito do Mercosul, maior agilidade no fluxo de turistas e aumento da frota de navios de cruzeiros também fizeram parte das tratativas entre os países.

Em missão na Argentina, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se reuniu na sexta-feira (4) com o ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, para debater ações integradas entre os dois países, como o reconhecimento mútuo de vistos chineses no âmbito do Mercosul, além da desregulamentação e maior agilidade do fluxo de turistas nas fronteiras.

O aumento da frota de navios para cruzeiros marítimos e a revisão das frequências de voos no acordo bilateral de serviços aéreos foram outros projetos debatidos durante o encontro. Na ocasião, estiveram presentes ainda representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Secretaria de Aviação Civil (SAC) do Brasil.

A criação de um grupo de trabalho interministerial entre os dois países para acelerar o andamento destas ações, além de firmar novas parceiras até o fim deste ano, também foi negociado entre os dois ministros.

Principal emissor de turistas estrangeiros ao Brasil, a Argentina, segundo o ministro Marcelo Álvaro Antônio, sempre foi uma grande parceira do Brasil para alavancar o turismo, com geração de emprego e renda para ambas as nações.

“Tratamos de melhorias em diversos segmentos do turismo: mercado aéreo, vistos, cruzeiros marítimos, portos e acesso dos turistas a fronteiras entre os países vizinhos da América do Sul.

Nosso principal objetivo é trazer ainda mais turistas argentinos ao nosso país, fortalecendo a nossa economia e consolidando todo o potencial do turismo brasileiro em realidade. A parceria com a Argentina é nossa prioridade. Teremos muitas novidades até o fim do ano”, destacou Álvaro Antônio durante a reunião.

O ministro Gustavo Santos reafirmou o compromisso com o Brasil de tornar o turismo ainda mais forte e promissor, além de reiterar que o Brasil tem alcançado avanços significativos e em consonância com os objetivos traçados pela Argentina para o setor de Viagens. “O fluxo de turistas entre nós traz inúmeros benefícios para a economia, para a geração de emprego e inclusão social. Queremos estreitar ainda mais estes laços. Vamos trabalhar em conjunto em diversos acordos e entendimentos daqui para frente”, completou Santos.

Presente na reunião, o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, comemorou a intenção de tornar mais ágil o controle alfandegário nas fronteiras dos dois países, que por vezes chegam a demorar mais de oito horas. Ele reforçou ainda a importância de promover o Brasil no mercado internacional.

Machado Neto citou a nova campanha publicitária voltada para o mercado argentino, desenvolvida pelo Instituto e com apoio do MTur, que destacará o potencial turístico do Brasil, com ações que demonstram a diversidade cultural e a singularidade dos atrativos naturais brasileiros, focadas essencialmente nos turistas argentinos.

“Acreditamos que a Argentina é um nicho essencial para o crescimento do turismo em ambos os países. Há um interesse mútuo sendo consolidado ano a ano”, pontuou Machado.

Em 2018, 2,4 milhões de argentinos vieram para o país, o que representou 37,7% do total de visitantes estrangeiros.

Por Izabél Cristina Ribas

Fonte: Ministério do Turismo

Mais notícias