ASAMBLEA DE LOS 30 PUEBLOS JESUITAS GUARANIES
20 de Maio de 2019

  

Com o tema “El Arte Como Médio de Evangelización – Siglo XVII – Siglo XXI, reuniram-se em San Ignácio Guazú/Misiones – Paraguay, nos dias 17 e 18 de maio de 2019, representantes políticos, técnicos, religiosos, professores, estudantes e comunidade guarani, para a XI edição da Assembleia dos 30 Povos Jesuíticos-guaranis.

Tendo como sede do encontro a Universidad Católica Nuestra Señora de La Asunción, a Assembleia dos 30 Povos é um acontecimento que convida a todos a conhecerem profundamente nossas raízes históricas e culturais, para que com esse conhecimento, possamos construir nosso presente e preparar o futuro das gerações missioneiras. Também, esse encontro tem como objetivo integrar os povos missioneiros em uma grande pátria de valores, conhecimentos e compromissos em comum.

Sob a proteção do Padre Antônio Bittencourt, que foi o fundador da Assembleia dos 30 Povos e das três pessoas da Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo, foi enfatizado na abertura do evento, nas línguas Guarani, Espanhola e Portuguesa, que este é um evento internacional de trancedental importância que faz uma ligação espiritual entre as civilizações dos séculos XVII a XXI, referenciando a Grande Nação Guarani, em San Ignácio Guazú, 1ª Redução Jesuítica/Guarani dos 30 Povos, Capital da República Guarani, sede da utopia social da integração, considerada a maior de todos os tempos em desenvolvimento social, com destaque nas áreas humana, econômica e cultural.

A Associação dos Municípios Missioneiros esteve representada no evento por uma comitiva liderada pelo Prefeito de Entre-Ijuís Brasil Antônio Sartori que é o Coordenador Político da Agência de Desenvolvimento Trinacional e o Prefeito de São Nicolau  Ricardo Klein que é o Diretor do Departamento de Turismo da Funmissões, além do Secretário Municipal de Turismo de São Miguel das Missões Fabiano Moraes, técnicos, assessores e convidados, que tiveram a oportunidade de interagir e demonstrar ações e conhecimentos sobre os projetos que estão sendo desenvolvidos na Rota das Missões.

A programação teve início no dia 17, a tarde com a presença de Intendentes, Prefeitos, Religiosos e do Governador do Departamento de Misiones/PY, Senhor Carlos Arrechea, que fez sua explanação afirmando que é necessário valorizar mais o que é nosso, que são patrimônios e legados muito importantes e há muita coisa para se fazer. Como Governador do Departamento de Misiones/Paraguay, tem apresentado demandas de recursos para incentivo de projetos de investimentos em cidades que são sede de monumentos e construções do período Jesuítico/Guarani, apoio à construção de museus, com o objeto de manter a história viva e ao alcance de todos e apoio a Ruta Jesuítca, rota de turismo que integra os países do Mercosul.

Com um programa voltado todo para a importância da religiosidade, grande legado deixado pelos nossos antepassados, ao longo deste evento foi demonstrado que é importante que façamos valor a tudo que temos, uma fraternidade que una felizes corações. Não podem haver nações com projetos diferentes, dentro de uma grande nação que viveu esta experiência única: “Terra Sem Males”. A Nação Missioneira foi marcada pelo grande dinamismo que havia no tempo das reduções e que falta na atualidade. A arte tem se inspirado pela espiritualidade. São quatro os grandes pilares do desenvolvimento: Confiança, Liderança, Empreendedorismo e Educação.

Por Izabél Cristina Ribas

Mais notícias